Total de visualizações de página

quarta-feira, 8 de março de 2017

"Apanhando" nas Reuniões Gerenciais: Aprendendo a se Impor no Novo Cargo

Boa tarde Senhores do Milhão. A Luta Continua!


Postagem criada em meu horário de almoço (se é que existe - risos), mas só tive tempo de postar agora.

Aproveitando a postagem: Estresse já passou, nadei, malhei, estou tranquilo novamente, sereno, calmo, feliz e seguindo na luta de sempre.

Vamos ao post ...

Eu gosto de escrever estes e-mails quando estou com este sentimento, meio de estresse, meio de raiva, para poder entender depois e melhorar as coisas.

Nem sempre as coisas são lindas e perfeitas no mundinho do VDC.

Vou falar de Trabalho mesmo.

Ultimamente venho ‘apanhando’ em algumas reuniões de uma pessoa que deveria estar do meu lado.

Eu até entendo que devemos respeitar as críticas, crescer com elas, claro, mas tem horas que perdemos a paciência.

Eu sou uma pessoa muito detalhista. Muito mesmo.

Como falo em diferentes línguas na empresa (a língua global é inglês, claro), eu sempre pego os detalhes, pois é esta porcaria de falha de comunicação que gera problemas graves em projetos.

Se eu tenho uma reunião, a pessoa dos Estados Unidos, da Europa ou Ásia (Japonês falando inglês é esquisito) pode ter falado 10 vezes comigo a mesma coisa, mas eu vou escrever um e-mail dizendo que entendi “X” após a reunião. Não importa se ela disse 10 vezes a mesma coisa ou vai me achar um tapado por escrever a mesma coisa de novo, mas, eu vou escrever este e-mail ou uma ata, pois isto dará a possibilidade da pessoa me corrigir se eu tiver entendido errado.


Não é fácil: Falamos em outra língua diferente da nossa nativa, temos que entender coisas novas na reunião, tem que montar apresentação, tem que prestar contas dos resultados, não é tão simples assim o que eu faço não.

Só que tem horas que as críticas te deixam meio de saco cheio, como hoje.

Se meus gerentes, se meu diretor concorda com uma abordagem detalhista, e um gerente Europeu não concorda, quem eu vou seguir?

Se eu sigo uma abordagem detalhista e isto vem dando certo, eu vou mudar pra ficar bem visto pra um gerente que pode me lascar a qualquer momento? Se der merda, é meu nome na reta amigos. E eu não quero dar bobeira, não agora que as coisas estão melhorando pra mim na minha carreira.

Estou vendo algumas coisas no início e estou falando “Vai dar merda, vai dar merda” e às vezes parece que não sou bem interpretado, sei lá, as pessoas querem fazer o fácil, não o correto, e eu não vou deixar não, pois quando dar a merda a gestão foi minha, aí quem fez o fácil vai jogar a culpa em mim.


Vou seguir o meu jeito detalhado e chato de fazer os projetos andarem, confirmando 3, 4, 5 vezes a mesma coisa, mas sabendo que entendi corretamente e as coisas vão funcionar, ou mudo para um jeito superficial apenas para atender a forma de trabalho que um gerente europeu me pede?

Uma coisa é a pessoa dizer só pra mim, outra é escrever um e-mail para gerentes pedindo para eu fazer do jeito dela, como se eu não soubesse o que eu faço, como se eu tivesse caído de paraquedas nesta nova função que ocupo por que alguém da companhia gostou dos meus lindos olhos ou do meu sorriso mais branco que leite em pó, ou deste rostinho encantador.

Ah que desânimo que deu ... Nesta imagem abaixo eu seria o cachorro ...



Eu respondi o e-mail ... 

Pensei, raciocinei, mas, ou eu enfrento esta pessoa mostrando a forma que eu trabalho e esta pessoa entende e para de repetir a mesma coisa, ou vou passar 1 ano de projeto apanhando em toda reunião, pois eu sou detalhista, o gerente objetivo, mas a coordenação é minha, logo, é hora de ter uma postura diferente, não de brigar, não de xingar, nada disto, mas de se impor, afinal, eu sei o que eu estou fazendo.

Vou dar um exemplo recente que vivi ...

Uma simples palavra quase custou centena de reais num grande projeto.

Uma simples frase técnica que deixou a entender que a palavra LOW era SLOW quase acarretou um investimento muito grande em servidores e aumento de banda de rede, plano de contingência, investimento.

O erro só não foi pra frente pois o palhaço trouxa do Viver de Construção, com a sua mania detalhista de ser, ousou perguntar a pessoa dos Estados Unidos que enviou o relatório se eu tinha entendido certo, pois isto poderia ser o que eu entendi, mas poderia também ser outra coisa (não sou tão técnico como antes).

Dito e feito ...

Uma semana o time de um projeto me cobrando um plano de contingência, e eu descubro que na verdade esta tudo OK, tudo certo, mas o entendimento errado de uma palavra quase custou 1 mês de aumento de cronograma + centenas de reais comprando equipamentos.

Outro exemplo me lembro do tempo das aulas na pós-graduação, e preciso achar este vídeo (ME AJUDEM SE VOCÊS SOUBEREM O NOME DO VÍDEO, ME FALEM QUE PESQUISO NO YOUTUBE):

O vídeo falava sobre o projeto de um grandioso teatro, que seria feito no centro de uma grande cidade, com a capacidade tão grande que precisaria de elevadores rápidos para que todas as pessoas pudessem acessá-lo.


Eu não lembro bem a história, mas por causa de uma vírgula, isto mesmo, erraram uma vírgula no cálculo, e lembro que ao invés de demorar, sei lá, minutos para que todos acessassem o teatro, por este erro de cálculo para acessar o teatro demoraria mais de 4 horas, pela capacidade de pessoas e velocidade do elevador.

Este vídeo é fantástico, preciso encontrar no Youtube, ainda mais agora que uso o Google Chromecast e assisto da sala de casa, eita coisa boa.

Quer saber?

Eu vou seguir o meu jeito, é assim que os projetos funcionam, sempre alinhado com minha liderança, pois tenho recebido quase que um couch para me tornar melhor como profissional, e isto tem sido muito bom.

E a cada dia minha profissão vem apresentando novos desafios, e possíveis “novos inimigos” a serem combatidos ou domados ...


Lembrando sempre que: Eu peço demissão, mas não prejudico ninguém. Se for pra crescer, será fazendo o bem, mesmo sabendo que tem gente que até mataria pra tomar minha posição e subir degraus acima.

Um abraço e até a próxima postagem!

Ps.: Postagem mais sincera, impossível.

VDE – VIVER DE ESTRESSE

29 comentários:

  1. VdC, o vídeo é do caso do Reino Perdido: https://vimeo.com/44821101

    ResponderExcluir
    Respostas
    1. Valeu demais Emidio! E este mesmo.

      Assistirei amanha, infelizmente esta tarde e preciso dormir.

      Esta faltando horas no meu dia rs.

      Abraço e obrigado

      Excluir
  2. VDC você faz certo em ser detalhista e querer tudo ESCRITO (registrado) e confirmado quando o assunto é responsabilidade e dinheiro. Tente sempre lembrar que o que tirou o homem da idade da pedra foi o registro (escrita) e sem ela, como você citou, os erros de comunicação são absurdos e poderiam ser evitados.

    Apesar da alta burocracia (o que não quer dizer melhora em processos e na comunicação) onde mais se erra pela má administração de recursos em projetos é no governo, justamente pela falta de responsabilidade individual.

    O cara da Europa até não é uma pessoa ruim por querer ser prático, mas tem que saber que não está falando com amigos ou familiares, e sim com alguém do outro lado do oceano responsável por uma equipe e dinheiro que não é seu também.

    Quanto mais você crescer, mais inimigos poderosos vão aparecer, mas se você se tornar "antifrágil" vai só crescer com isso.

    ResponderExcluir
    Respostas
    1. Tem como curtir comentários? hahaha. Bem isso aí.

      Excluir
    2. Olá CF e Sequoia,

      Pois é, eu entendo que o gerente europeu é muito atarefado, mas na minha análise e forma de trabalho quanto mais vezes você citar, enviar e-mails, falar novamente sobre, etc., isto evitará grandes erros de entendimento, ainda mais falando em diferentes línguas.

      Eu sou o gerente chato, minha função é ser chato, eu cobro, eu questiono, sou curioso, quero entender os detalhes, tipo, eu sei que é chato, mas é este justamente meu diferencial rs.

      Excelente comentário mesmo do CF, concordo Sequoia.

      Escreverei aqui: Comentário curtido (2) kkk

      Abraço

      Excluir
  3. Eu também tenho essa prática. Após uma reunião ou até mesmo uma conversa informal, eu digito um email:

    "prezado fulano, conforme conversamo etc. etc. etc."

    ResponderExcluir
    Respostas
    1. Certíssimo MP,

      Ainda mais por que, quando o bicho pega num erro, aí a maioria inventa desculpas pra sair da responsabilidade.

      Estas atas e duplas confirmações eu acho muito importantes mesmo

      Abraço!

      Excluir
  4. VDC,

    Sim, isso é coisa certa ... depois ninguém "lembra" de nada ...

    Uma coisa que aprendi com o tempo foi levar as coisas mais leve... "trabalhe mas não sofra" foi o q me aconselhou um amigo ... quando participei de um proj com vários gringos vi bem a diferença disso ... nós brasileiros .. somo muito "esquentadinhos", levamos as coisas sempre pro lado pessoal ...

    Os alemães com os suiços na época quase saiam no braço nas reuniões... socavam a mesa... dava meio dia ia todo mundo almoçar junto como se nada tivesse acontecido... vi que precisava aprender a ser mais assim ...

    Abs,

    ResponderExcluir
    Respostas
    1. Olá Rodolfo,

      Legal, gostei do seu lema "trabalhar sem sofrer". Já sofri mais, posso melhorar muito ainda, mas estou até indo bem, tranquilo. Dia voa quando trabalhamos focados.

      kkk interessante a história das brigas ai e do almoço. daria uma boa postagem hein? Manda brasa la no seu blog.

      Abraçao

      Excluir
  5. Ola VDC - muito interessante a sua abordagem. O habito de registrar o que foi falado em reunião (atraves de email ou ata) é muito saudavel e via te ajudar a subir a pontos mais altos na carreira.

    Apenas uma coisa - no seu texto eu li voce comentando que faz a confirmação tres ou quatro vezes por que é detalhista. Se eu nao entendi errado e for isso mesmo, aos poucos esse habito tera de ser alterado. Uma confirmação com envio de ata já é mais do que suficiente.

    Ao enviar a ata voce esta literalmente adotando o "cover ass strategy"; ou seja, voce enviou a ata e registrou o que foi entendido e as proximas ações. Se a pessoa nao entendeu, nao leu a ata ou simplesmente deletou o email, voce esta tranquilo em relação a sua carreira. Obviamente que o trabalho para recuperar o projeto de um erro vai ser responsabilidade sua.

    Mas a quantidade de vezes que se confirma as coisas pode realmente "irritar" colegas de paises mais produtivos que o nosso. Eles enxergam isso como uma perda de tempo (se parar para analisar em profundidade, eles tem certa razao).

    Por isso, eu nao acredito que voce deva alterar a sua forma de trabalho, apenas passar a registrar um único email com a ata e as decisões tomadas. Se a pessoa continuar reclamando, voce ja tera mapeado o seu primeiro "inimigo corporativo" e nao se preocupe pois irá colecionar vários ao longo da sua carreira.

    Deixa claro para a pessoa que voce reduziu o numero de confirmações, mas vai registrar o projeto em ata a cada reuião, pois além de manter um historico e prevenir erros, ainda poderá usar o registro para avaliar boas praticas para evolução nos proximos projetos. E o minimo que vai enviar é uma ata e espera a colaboração e comprometimento de todos para checar essa ata e se manifestar formalmente quando nao concordar com algo.

    Um grande abraço,

    ResponderExcluir
    Respostas
    1. EP,

      Num dos blogs que li sobre "Ser gerente" eu vi um exemplo de um cara que era muito bem visto pela diretoria e gerentes pelo extremo controle que ele tinha, sobre tudo que vc imaginar.

      O segredo do cara: Um Excel. Sim, um excel, onde ele anotava tudo, planejava, anotava os detalhes.

      É exatamente o que venho fazendo. Eu controlo os mínimos detalhes.

      Sou reconhecido como um dos melhores ou até o melhor gerente de projetos, pois minha marca é cumprimento de prazos, e eu sou aquele cara "chato gente boa", a galera sabe que eu tenho que cobrar, eu cobro numa boa, brinco, conto piadas ruins, mas todos sabem que, quando eu peço algo, é pq é realmente importante.

      Mas, esta dica que vc fala acima talvez eu tenha que seguir.

      Ainda preciso melhorar em longas discussões em inglês, principalmente quando eu não sou o 'chair' da reunião, acabo viajando em algumas partes e perco partes importantes talvez, até por isto eu faço esta repetição através de emails e confirmações 'cara a cara' ou 'telefone' pra confirmar que realmente nao perdi nada.

      Neste momento, tenho dois "inimigos" no bom sentido, nao que vejo que vão me prejudicar (mas estou de olho), um do brasil e outro da europa.

      Acho que é hora de eu tomar as redeas do projeto como meu diretor espera de mim, eu estou compartilhando a gestao com este cara europeu gerente, pra 'jogarmos juntos', mas vejo que eu defendo o cara, ajudo, e ele nas costas esta me ferrando ...

      Que jogo sujo, mas esta emocionante! Amanha estarei ainda melhor no meu trabalho.

      abraço EP e grato pelas dicas, eu sempre sigo mesmo, valeu!!

      Excluir
  6. VdC acho que vc quis dizer COACH = treinador. Mas vc escreveu COUCH.

    Legal ler suas histórias, elas me estimulam a estudar mais e mais para ser um Auditor da Receita. Todo dia acordo às 5h para estudar Contabilidade, Direito Tributário.

    ResponderExcluir
    Respostas
    1. Anon,

      Muito obrigado, vou corrigir o texto, eu errei na digitação mesmo, era 'coach' de treinador.

      Porra, se você virar auditor da receita você estará a 80% da IF ... Ganham bem pra caramba.

      Não ligue para os 'inteligentes' da blogosfera que xingam funcionários públicos, são derrotados que preferem reclamar do que tirar a bunda da cadeira, desejo todo o sucesso.

      E lembre-se: O caminho é árduo, mas um dia, quando vc receber seu primeiro salário de 20K ou mais (acho q ganham isto neste cargo), vc se lembra do tanto que teve que ralar pra chegar onde chegou, e serão várias batalhas, logo, se vc cair, levante-se quantas vezes forem necessarias pra alcançar seus objetivos.

      Abraço

      Excluir
  7. Na empresa onde trabalho somos em uns 13,14 com os chefes. Minha área é serviço, não é ti, mas sim contabilidade.

    Não existe cobrança por metas aqui, tipo "até tal dia tal coisa deve ser feita". Trabalhamos mesmo por datas, se um speed vence dia 10, então ninguém precisa dizer qual o prazo pra entregar rs...

    Se um imposto vence dia 20, as notas tem que serem lançadas antes do dia 20. E assim vai.
    Balanço não tem um prazo definido ainda para estarem fechados, foi comentado até dia 28 de fevereiro, mas só comentado até agora. Se um cliente pede, se fecha rapidamente. Tem as prioridades né, lucro real> presumido e por fim simples.

    Trabalho com lucro presumido e simples atualmente. Abraço!

    ResponderExcluir
    Respostas
    1. Fala Anon,

      Legal, metas diferentes.

      Eu tambem trabalho com datas dos projetos, meu chefe nao fica no pé, a responsabilidade é toda minha.

      Legal cara, fiquei meio boiando em algumas coisas, sou uma negação em contabilidade, mas acho a área super interessante.

      O bom do blog é isto, eu sempre aprendo alguma coisinha nos comentários, valeu mesmo, e se quiser detalhar mais, o blog é seu amigo.

      Abraço

      Excluir
  8. Fala galera, estou voltando com o blog após o acontecido no inicio do ano.
    Segue o novo endereço: http://opilotoinvestidor.blogspot.com.br/
    Grande abraço PI

    ResponderExcluir
    Respostas
    1. Cara,

      Não sei se você lembra, eu nem conhecia seu blog e nem você, e quando outro blogueiro criou postagens me ameaçando e incitando o ódio contra mim, você foi um dos que postou supostos dados meus.

      Não vou ficar guardando rancor, vou deixar sua postagem passar, mas escrevo aqui pra você repensar nos atos que teve para com a minha pessoa.

      Dica para sua vida: Não siga este tipo de situação. É nestas horas que pessoas de bom caráter acabam se perdendo, seguindo a ‘manada’.

      Valeu

      Excluir
  9. Olá, VdC.

    Eu consigo entender a animosidade de ~certas pessoas~ que trabalham com você porque, como disseram aí nos comentários "Quanto mais você crescer, mais inimigos poderosos vão aparecer, mas se você se tornar "antifrágil" vai só crescer com isso." e o logar onde você trabalha parece ser muito bom. Porém, na minha empresa que nem grande coisa é, nego vende a alma pro diabo pra ter 5 minutos de consideração do patrão (que nem grande patrão é). Exemplo disso é uma colega mega invejosa que tenho que ficou puta de ódio porque eu tirei férias no mês que ela queria e passou todo o período fazendo minha caveira pro patrão. Essas tempestades em tampa de xarope me matam...

    ResponderExcluir
    Respostas
    1. Cuidado com esse tipo de comentário, moça.

      Excluir
    2. Você não está sendo nada cautelosa expondo seus problemas assim pro mundo ler.

      Nossa, como vc tem coragem de comentar isso? É pedir pra te sacanearem.

      Excluir
    3. Jacqueline,

      Se desejar apago o comentario, so me falar.

      Abraço

      Excluir
    4. Jaqueline, agora respondendo o comentário:

      Todo lugar tem este tipo de coisa, eu já trabalhei em áreas assim, era muito chato.

      Onde trabalho agora este tipo de coisa acontece mais debaixo dos panos, pois cada um tem as suas tarefas, então tem a competição, mas não tão acirrada como antes, pois é como se houvesse mais chances de crescimento a todos, então nao precisa matar o colega pra pegar uma promoção.

      Empresas que tem escala de férias sempre tem estes problemas.

      O importante é ficar fora de atritos, não deixar que invejosos nos prejudiquem e fazer o nosso melhor sem prejudicar os outros.

      Abraço

      Excluir
    5. Olá!

      Não precisa apagar nada não. De verdade, deixa aí.

      O tempo que eu passaria me ocupando em puxar o tapete dos outros eu prefiro gastar melhorando minha educação e correndo atrás dos meus objetivos. A vida não se resume a uma empresa na qual trabalhamos, pessoas que se sacrificam e fazem inimigos com esse tipo de mentalidade agem como se não confiassem em seus potenciais e já entregaram os pontos.

      Um abraço :)

      Excluir
  10. Olá,
    Muito legal de compartilhar. O fato de ser detalhista é importante, porém verifique se está sendo criterioso com as coisas que realmente importam. É importante entender a metodologia de implantação de projeto/ fase de desenvolvimento do projeto. Ser "chato" para verificar/certificar desembolso de centenas de reais em um projeto conceitual de 10kk USD não é positivo; principalmente se discutido em esferas superiores.

    Está no caminho! Grande abraço!

    ResponderExcluir
    Respostas
    1. Fala Anon,

      Acho que estou sendo coerente, a dificuldade esta sendo mais no método de trabalho meu com de outro gerente europeu, que é mais objetivo e gerencial, eu sou gerencial + tenho uma pegada técnica, visto que acabei de 'subir' pra outro nivel, então vejo esta vantagem em entender mais em detalhes cada parte do projeto.

      O projeto esta na escala de mais de 2 milhões de reais ... quantia considerável, e é meu segundo maior projeto em termos de escopo e cifras.

      Abraço amigo

      Excluir
    2. Exatamente. É natural e esperado que Gerentes jovens e recentemente promovidos tenham visão menos ampla, mais técnica e mais detalhista. Ganhar mais responsabilidades ("crescer") dentro do projeto fará você se distanciar dos detalhes. É natural e faz parte do amadurecimento.
      Passei por essa fase apanhando bastante rsrs e nem por isso fui julgado negativamente.

      É o caminho!

      Sugestão: Curva ABC e Analise de Risco. Entenda a importância do desembolso no todo e aí poderá ser "chato" mesmo rsrs.

      Excluir
  11. VDC,

    Aberto a parcerias?Se sim, qual seu email de contato.

    Abraço

    ResponderExcluir
    Respostas
    1. Olá Edluise, tudo bem?

      Sim, normalmente os amigos que participam aqui eu adiciono no blogroll, sem muitas cerimônias rs.

      Qual seu blog?

      Eu não divulgo meu @ aqui, mas pode mandar por mensagem dizendo "Excluir" que eu não publico.

      Abraço

      Excluir

Obrigado pela presença! Aprovarei rapidamente seu comentário e responderei brevemente! Grande abraço, VDC - Viver de Construção

Pesquisar no Blog ...

Postagens Populares