Viver de Construção

Blog sobre Investimentos e Tranquilidade Financeira ...

sábado, 30 de junho de 2018

Você Deve Comprar seu Imóvel Antes de Investir?

Olá pessoal!

Estava criando um novo artigo para o Informaremos sobre as Casas de Análise (Suno, Empiricus, Levante, Eleven), e buscando informações sobre a Suno achei interessante este vídeo do sr. Luís Barsi: “Você deve comprar seu Imóvel antes de Investir”?

Como eu sempre digo no blog, eu nunca planejei ser uma pessoa tranquila financeira, e sempre até refaço as minhas contas para ver se, de fato, eu atingi este simbólico número de patrimônio denominado 1 milhão.


Indo direto ao ponto: Achei bem legal o que o Barsi falou, pois eu compartilho exatamente desta ideia citada.

Por mais que seja uma opinião pessoal, eu digo que, se neste momento da minha vida eu tivesse que recomeçar do zero, sem nenhum bem, seguramente a minha primeira compra seria a casa própria, nem que fosse juntando na conta poupança.

Acho muito importante o investidor mais novo conquistar primeiramente a sua moradia própria, mesmo que não vá usufruir agora, poderá alugar e continuar morando na casa dos pais, se for o caso, mas dê este passo!

Com um imóvel em seu nome e quitado (100%), aí sim você poderá pensar em investir em Ações, Fundos Imobiliários ou Renda Fixa.

Pensem nisto!

E corroborando com meu pensamento, deixo abaixo o vídeo do Barsi com a sua opinião sobre!



Um abraço e até a próxima postagem (continuem prestigiando o Informaremos!).

VCP  – VIVER COM CASA PRÓPRIA


37 comentários:

  1. Com toda certeza ter sua casa própria paga 100% é uma grande vitória. Só não acho que você deveria arriscar tudo na casa e não ter nada investido. Vale lembrar que nos grandes centros, um apartamento de 60 m², custa no mínimo uns 500K em um bairro mediano. Hoje moro em um que com a desvalorização acumulada desde a crise vale algo em torno de 400K. Chegou a valer 600K na alta e venderia, por incrível que pareça. Um outro ponto, é que o Sr. Barsi representa a ideia de uma outra geração, que teve todas as oportunidades do mundo de conseguir um imóvel, dada a grande oferta e a baixa demanda.

    Mas realmente é uma questão de opinião.

    P.S. Já havia visto o vídeo antes e admiro o Barsi por tudo que ele construiu.

    ResponderExcluir
    Respostas
    1. O Barsi chega a ser contraditório algumas vezes. Já assisti a um video dele falando que é melhor investir em ativos que gerem renda (ações) a comprar um imovel para morar, pois não é investimento.

      Excluir
    2. Um imovel se ate 200 a 300k ainda se encontra em minha cidade. Algo funcional e que dê para morar.

      Comprou e pagou, ai sim começa a investir.

      Abraço amigos

      Excluir
  2. VdC, sou desses tb. Acho que todos nós devemos ter ao menos um imóvel porque se tudo der errado pelo menos temos onde morar. Ao contrário que muitos pregam, ter casa própria não é sinônimo de engessamento, se vc não morar nela, vc pode alugar e com o aluguel pagar ou complementar o aluguel de outro imóvel. É o que tenho feito nos últimos 4 anos.

    AbraçO!

    Corey

    ResponderExcluir
    Respostas
    1. Corey, mesma coisa aqui. No pior dos casos tenho onde morar e corro atras trabalhando.

      Meu primeiro investimento foi a compra de um Ap pra alugar e foi excelente

      Abraço

      Excluir
  3. Ola VdC! Amigo, decidi entrar no maravilhoso mundo da construção. A principio vou construir um sobrado para minha família mesmo. Estou na fase de projeto ainda, ai surgiram algumas duvidas, será que vc poderia me dar uma luz?
    A arquiteta vai cobrar pelo projeto e pela tal da ART de projeto. Daí vou ter que pagar um engenheiro pelo cálculo estrutural. A prefeitura daqui exige uma ART de execução e a arquiteta quer cobrar R$500,00 por mês para visitar a obra uma vez por semana e assim fornecer a ART de execução. Fiquei preocupado pois a obra pode se estender por mais tempo que eu deseje devido a forças maiores e estarei todo mes com esse custo da visita. Como você resolveu essas questões nas suas obras? Muito obrigado pela atenção!

    ResponderExcluir
    Respostas
    1. Ola amigo. Sucesso na obra.

      Eu contrataria apenas um engenheiro, esta visita da arquiteta está muito cara e ela nao precisa ir tantas vezes a obra se você contratar uma boa empreiteira / construtora.

      Reveja estes valores e contrate o minimo de visitas e de forma fixa. Meu engenheiro só foi a obra 4 vezes.

      Abraço

      Excluir
  4. Olá, VDC.

    Concordo plenamente com esta idéia: antes de investir, primeiro a casa própria.

    Apesar de eu ter imóveis para locação eu nunca morei em nenhum deles, sempre morei de aluguel. Como muitos prefiro a liberdade de morar onde bem entender. Mas se um dia tudo der errado, tenho onde chorar as mágoas (rss).

    Muitos podem achar este um pensamento antigo, pois, se prega muito a questão de casa ser um ativo/passivo, dinheiro imobilizado, perda de oportunidades, etc.

    Se uma pessoa não tem a capacidade de comprar um imóvel próprio e investir é melhor repensar alguns pontos antes de iniciar a caminhada em direção à liberdade financeira.

    Abraço.

    ResponderExcluir
    Respostas
    1. Se os amigos das criptomoedas tivessem feito isto neste momento mais tranquilos.

      Ter um imóvel mesmo que alugado dá uma tranquilidade muito grande.

      Abraço G65

      Excluir
  5. VDV,

    Vc já tinha feito um post recentemente sobre esse assunto. Como muitos postaram no post anterior essa decisão do que será mais vantajoso depende de vários fatores mas acredito que no momento atual não seria a melhor opção.
    Esse pensamento que se tudo der errado vc tem um imóvel para morar não faz sentido nenhum. Vamos pegar um caso onde o indivíduo investiu todo o dinheiro dele em um imóvel para morar. Ele tinha um emprego fixo e com o salário cobria todos seus gastos. Ocorre que ele foi demitido acabando a renda mensal dele que cobria seus gastos com alimentação, transporte e outros gastos básicos. E agora, como ele faz ? Bom, alguns podem dizer que ele deveria ter feito uma reserva de segurança, o que esta absolutamente correto. Então já tem o primeiro ponto que imóvel não é a primeira opção de investimento. Mas vamos imaginar que esse sujeito tinha uma reserva de segurança que garantia seu sustento por 8 meses. Ocorre que passaram 8 meses e esse sujeito não conseguiu se realocar no mercado. Ele viu que deveria fazer cursos para se aperfeiçoar e conseguir voltar a trabalhar, mas onde irá conseguir dinheiro já que o grosso da sua "poupança" esta no seu imóvel. Outros irão falar, vende o imóvel para pagar o curso, melhor do que pegar empréstimos com juros altíssimos. Só que sabemos que a liquidez de um imóvel não é tão rápido e na necessidade emergencial que ele precisa, acaba vendendo por um preço bem baixo, perdendo muito com relação ao valor de compra inicial.
    Bom, esse é somente 1 exemplo de como comprar um imóvel pode não ser a melhor opção.

    Abs.,

    Investidor de Renda FIxa

    ResponderExcluir
    Respostas
    1. Esse exemplo por mais hipotético, é o que está acontecendo aqui no Rio de Janeiro. Eu desafio a qualquer um andar na rua e fica contando plaquinha de vende-se em imóveis... Elas estão aos montes por todos os lados. Não é possível que a melhor decisão seja essa... As pessoas se endividam para ter um teto.

      Enfim, realmente é duro ver o poder do aporte sendo diminuído pelo aluguel, mas pior é ver o dinheiro indo embora em parcelas intermináveis. Reitero, com 200 mil eu moro no brioco do Rio de Janeiro, longe de tudo e de todos. Por outro lado se eu tive a competência de acumular 200 K, eu moro de aluguel em qualquer lugar e ainda tenho a segurança de morar por mais uns 5 anos sem trabalhar, procurando emprego, fazendo curso.... Pelo lado técnico, nunca é melhor comprar. Na verdade nada...

      Excluir
    2. Não se trata de endividar para comprar um teto, se trata de focar na compra de um imóvel para moradia antes de investir. O que fiz: comprei meu primeiro apartamento financiado pela construtora em 10 anos, quitei em 2 anos. É um imóvel simples e barato mas se tudo der errado moro nele sem problemas.

      Perceba que "se tudo der errado" é tudo mesmo, venho de uma geração onde confisco de poupança, inflação demoníaca e planos econômicos desastrosos eram regra, logo é dificílimo se blindar contra isso, 200k no banco não quer dizer nada perante uma situação catastrófica, nesse caso um teto vale muito mais.

      Pode ser uma situação apocalíptica e que nunca vai acontecer? Claro e tomara que seja, mas acho que as pessoas que se preparam pra isso são os loucos até que algo aconteça.

      Quando houve o confisco das poupanças nos anos 90 meu pai se ferrou imensamente, morávamos de aluguel porém ele tinha uma casinha alugada. Tirou o inquilino e caímos pra dentro da casa, ele e minha mãe moraram lá até ano passado. Cabeçudo como meu pai é em relação à dinheiro, a gente teria se fodido imensamente mais se não tivesse essa casa.

      Excluir
    3. Corey,

      Me surpreende muito vc ter essa opinião, ainda mais no momento que vc acabou de se mudar para Portugal (explico mais abaixo).
      Vc levantou uma situação catastrófica de bloqueio de poupança, onde o indivíduo ficaria com toda sua reserva bloqueada. Mas quem disse que estamos sugerindo colocar toda a reserva em um ativo somente. Todo mundo sabe a máxima de investimentos que é: "não coloque todos seus ovos em uma cesta somente". Hj a facilidade que temos para investir em uma quantidade de ativos diferentes através do celular é imensa (CRI, CRA, FI, FMM, Ações, Debentures, CDBs, RDBS, LCs, COE, Tesouro Direto, dentre outros), como tb investir no exterior. Essa facilidade que temos hj nossos pais não tinham na época do bloqueio. Vc diversificando diminui muito o risco que vc levantou de "catástrofe".
      Vc fala que quem tem um imóvel tem "segurança". A única segurança que vejo é na proteção do custo de moradia. Sim, é um custo que pesa no orçamento da maioria dos brasileiros, mas ele não é o único custo e como eu já disse anteriormente e vc concorda mais abaixo, se a pessoa ganha mal, ela deve investir na carreira. Como a pessoa vai investir na carreira se o dinheiro dela esta preso em um imóvel. Imagina se essa pessoa vê uma oportunidade para morar no exterior e toda sua poupança esta presa em um imóvel. E olha que eu coloco um exemplo onde a pessoa economizou o dinheiro para depois comprar esse imóvel. O exemplo que vc sugere para entrar em financiamento para comprar imóvel na minha opinião é ainda mais equivocado pois essa pessoa esta pagando juros ao invés de estar recebendo juros de outras aplicações.
      Bom, vc pode me falar que deu certo para vc e seu pai ter investido em imóvel. Ok, não discordo disso, mas eu acho que a maioria dos brasileiros estão super endividadas com financiamentos imobiliários, sendo que muitos não conseguem pagar e perdem para leilões esse imóvel. Aqui mesma na comunidade temos vários investidores de imóveis de leilões que conseguem arrematar do coitado que se viu em uma sinuca no seu financiamento.
      Acho que esse conceito de imóvel é segurança esta totalmente ultrapassado.

      Abs.,

      Investidor de Renda Fixa

      Excluir
    4. Amigos,

      A conta que vocês esquecem de calcular é o do imóvel que todo ano fica mais caro.

      O apartamento que comprei em 2010 hoje vale a preços de mercado (sem impostos e corretagem) quase o dobro.

      No exemplo acima do desemprego, imagina tudo aquilo citado e a pessoa tendo que pagar um aluguel? Seria ainda pior.

      Hoje se o pior ocorrer ainda terei 2 imóveis, isto me permite arriscar mais na renda variável.

      Abraços

      Excluir
    5. VDC,

      Essa regra que todo imóvel fica mais caro ao longo do tempo não é absoluta. Existem vários imóveis sendo oferecidos com um desconto muito grande com relação ao preço inicial. Muitos dos casos é em função do que mencionei que a pessoa entra em um financiamento de longo prazo, perde o emprego e não tem como pagar as parcelas, gerando oportunidades como a que vc aproveitou de leilão. Não acho errado comprar um imóvel de leilão mas devemos instruir melhor as pessoas a não entrarem em financiamento a longo prazo sem terem um boa reserva de segurança.
      E tb discordo completamente do seu comentário que no caso das situações citadas ele tendo que pagar aluguel seria pior. Meu caro, o que ele adianta essa pessoa ter um imóvel de 150-200 mil, sem nenhum tostão no banco ou em outro ativo financeiro com liquidez ? Essa pessoa com esse imóvel não consegue se atualizar e nem sair de casa para procurar emprego. Imóvel prende o dinheiro. Para se investir em imóveis é muito melhor os FIs. Esse pensamento de imóvel próprio é segurança é muito ultrapassado.

      Excluir
    6. Anon 15:45 eu penso parecido com você. Penso em ter um imóvel próprio, mas dar todo o dinheiro que juntei ao longo de anos pra comprar um imóvel e ficar duro é complicado.
      Se o cara perde o emprego ele praticamente volta a estaca 0.
      Imóvel nem sempre valoriza e não se valorizará pra sempre, fora que imóvel no Brasil é sobrevalorizado.

      Excluir
    7. Mas quem disse que esse primeiro imóvel é um investimento? De maneira alguma... ele se pre será um imóvel de moradia, morando nele ou não. A despesa de moradia sempre existirá, então na pior das hipóteses ele cobrirá parte disso, e é algo físico que vc pode correr pra dentro se precisar. tem o fator psicológico envolvido tb, coisa que não deve ser ignorada.

      Tem certas coisas que precisamos ter, dificilmente conseguimos fugir: um smartphone, um carro, uma casa...

      Não tenho números mas acredito que grande parte das pessoas que se enrolam pra pagar um imóvel a culpa não é do imóvel e sim do carro que tb possuem financiado (ou os carros), dos móveis planejados que parcelaram no construcard, do video-game e do celular que juntos custam 10.000 reais em 10x... Se for por na ponta do lápis o menos pesado é a prestação do imóvel ou se essa pe muito pesada é pq comprou "mais imóvel" do que conseguiria pagar. Meu primeiro apto custou 65 mil reais em 2008, mesmo na época eu teria condições de ter comprado um maior, mais caro, as prestações "cabiam no orçamento"...

      Não vejo co-relação entre a pessoa ter uma oportunidade de emprego no exterior ou fazer uma faculdade e ter um imóvel financiado.

      "Se o cara perde o emprego ele praticamente volta a estaca 0." - mentira, se ele perde o emprego e não tem um imóvel, ele volta pra estaca negativa! Melhor voltar pro zero...

      Não entendo como não ter liquidez num bem de 200k tem a ver com a perda de emprego... O cara pode ter um apartamento financiado e DEVE ter um colchão de emergência, sem contar que dinheiro por dinheiro a prestação de um imóvel custa menos que o aluguel do mesmo.

      E se o preço dos aluguéis começam a disparar por algum motivo? Veja o que está acontecendo aqui em Portugal...

      Abraço!

      Corey

      Excluir
    8. Corey,

      Até tento concordar com vc mas não consigo. Seguem alguns contra pontos:

      Vc diz que o imóvel não é investimento e sim uma "segurança" para cobrir os gastos com moradia e que por ser de tijolo, vc pode correr para dentro no caso de uma necessidade e que esse pensamento ajuda no psicológico. Minhas considerações:
      1) Vc tendo um imóvel para morar vai cobrir somente seu custo com moradia. O percentual que esse investimento vai ser sobre o custo pode variar muito, onde moro se eu fosse comprar um imóvel para cobrir o aluguel, esse custo seria de 0,25% referente ao valor do imóvel. Vc tendo outros ativos financeiros como FMM, FII, CDB e outros tb gerariam renda para cobrir os gastos com aluguel e outros gastos tb sendo que existem ativos de que estão pagando quase 1% ao mês sobre o valor investido. Vc fala que o aspecto psicológico por ter uma moradia pesa tb, mas a pessoa tendo o imóvel, não tendo grana no banco, o que vai ajudar no psicológico ? Te dou um exemplo com um conhecido que quebrou sua empresa, perdeu todo seu dinheiro com ações trabalhistas e hj tem o imóvel que mora que, na teoria, vale uns R$ 3 milhões. Nesse seu pensamento era para ele estar super tranquilo neh. Mas ele esta super desesperado, tentando vender esse imóvel para recomeçar a sua vida e mesmo dando um desconto não consegue vender. Ele não tem grana para pagar o supermercado, estão quase cortando a luz dele, vários amigos que estão ajudando ele.
      Vc diz que certas coisas como imóvel, carro e smartphone temos que ter. Dessas concordo somente com o smartphone. Imóvel já pontuei mas o carro, nos dias atuais com várias aplicativos de deslocamento e com custo de locação super baixos tn acho desnecessário.
      O exemplo que vc coloca que o peso do financiamento do imóvel é mais baixo que outros bens não faz sentido nenhum. Vc financiando um imóvel de R$ 150 mil, mesmo que as parcelas sejam baixas, vc vai pagar isso por um loooonnnngggooo prazo, e isso vai pesar muito no seu orçamento. Aqui alerto a todos os leitores desse blog. Nunca se endividem por nada.
      Vc diz que não vê co relação entre ter um imóvel financiado com uma oportunidade no exterior ou uma faculdade ? Como assim meu caro ? Vc indo morar no exterior vc tem que ter dinheiro vivo para os gastos que vc tiver lá. Imóvel e financiamento são um freio de mão muito grande.
      Tb não entendi essa frase que vc coloca que se ele perde o emprego e ele não tem o imóvel ele volta para estaca negativa. O que meu colega quis dizer é que ele não tem o imóvel mas tem outro reserva financeira com esse valor do imóvel. Ai ele tem liquidez para cobrir todos seus gastos. Essa outra frase sua que a prestação de imóvel custa menos que o aluguel é outra balela que gerente de banco fala para vender financiamento. Como já disse mais acima a parcela pode ser até baixa mas vc vai pagar ela por longos anos e juros altissimos. O retorno de aluguel em muitos casos vai no máximo até 0,5% sobre o valor do imóvel. Existem vários outros ativos financeiros que pagam melhor. E se os alugueis subirem ? Diversifique seus investimentos e vc estará protegido tb. Os alugueis sobrem com base em IGPM. Vc pode colocar ativos financeiros que variam tb com o IGPM.
      Esse é meu pensamento sobre imóveis físicos. Podem ser uma bela armadilha para a maioria dos brasileiros.

      Excluir
    9. Anonimo, em que ano você nasceu?

      Excluir
  6. Olá amigo blogueiro,

    Uma nova postagem quentinha no meu reduto na internet:

    https://dreamerson18.blogspot.com

    Lá tem um pouco sobre mim e meus objetivos, espero que goste!!!

    ResponderExcluir
  7. Rapaziada vocês moram onde?
    Salário médio é entorno de 2k, qualquer imóvel simples em cidades médias ou grandes passa fácil de 200, 250k. Com 150K você talvez ache alguma coisa razoável em cidades pequenas e olhe lá.
    No Brasil o cara vive a vida inteira financiando um imóvel. Vocês acham mesmo que a maioria das pessoas tem essa liberdade de escolha entre investir ou comprar imóvel?
    Eu aporto a um bom tempo, sou disciplinado e ainda não tenho dinheiro pra comprar um imóvel, no máximo pra minimizar uma dívida.

    Pra maioria das pessoa não tem essa de escolher ou é uma coisa ou outra.
    Acho que enquanto mais novo a pessoas deve se esforçar para fazer dinheiro e depois até uns 40 anos de idade ter um imóvel próprio, antes disso não é fácil

    ResponderExcluir
    Respostas
    1. Concordo com voce. O cara vai ser escravo pelo resto da vida. Agora quem ganha acima de 8, 10k é outra história. Seria bem mais fácil juntar para comprar.

      Excluir
    2. Se vc ganha 2k acredito que o melhor investimento seria aumentar isso de alguma forma: fazendo uma faculdade útil, empreendendo... desculpe, mas nada supera um salário bom, é isso que fará diferença. Além do mais acho que para um casal onde ambos ganhem 2k financiar um apto MCMV em 30 anos é a decisão mais sensata.

      Excluir
    3. Agora alguém colocou o dedo na ferida, acho que assim como nos EUA a comunidade FIRE é elitizada e grande parte dos planos partem do princípio que a pessoa já possui boa renda, aí basta não fazer besteira com o dinheiro.

      Sr. IF365

      Blog do Sr.IF365 | Acompanhe meus últimos 365 dias antes da IF e Aposentadoria Antecipada
      www.srif365.com

      Excluir
    4. Eu comecei ganhando 2K quando juntei na base da hora extra, renda extra digital, venda de férias e premiações da empresa.

      Agora sempre foquei em aumentar meu salário pra juntar mais rápido.

      Quem ganha 2K hoje deve aportar na educação, empreender e/ou buscar renda extra.

      Foi o que eu fiz e consegui ter meu primeiro imóvel comprado e alugado.

      Abraço

      Excluir
    5. Sou o anon 15:33.
      Fiz meu comentário pra frisar que a maioria das pessoas tem poder de compra limitado.
      A coisa nem sempre é tão simples. Mesmo quem ganha mais de 2k se já morar de aluguel e for responsável pela própria vida dificilmente fará grandes aportes, o que tornará a compra do imóvel próprio uma realidade distante.
      Pode ganhar 3k, se morar sozinho e de aluguel já complica.
      A não ser que o cara more com os pais até mais de 30 anos. Nada contra, mas nem todos podem fazer isso.

      Excluir
  8. Acredito que vc deve ir aportando, investindo e gerando " ganhos " até ter 70% até 100% do imóvel, que vc consiga comprar ele tranquilamente. quando tiver essa boa entrada analise se é um bom negocio, taxas de juros, poder de valorização.
    Acredito q eu tenha dinhero para entrada de um imovel, mas nao tenho " um bom negocio, taxas de juros, poder de valorização. "

    ResponderExcluir
    Respostas
    1. Financiar 100% é muito arriscado eu financiei 30% do meu, um valor prestação aluguel cobria a parcela e sobrava. Um imovel de 200 mil você entrando com 120, 130 mil é uma grande compra, com foco total em quitar o quanto antes e usando fgts preferencialmente.

      Abraço

      Excluir
  9. Pra mim o Frugal abordou o assunto de forma genial no blog dele, para quem não leu:

    "Se você for solteiro, NUNCA compre um imóvel, nenhum, invista tudo e more de aluguel. Quando você casar, (com uma mulher que tenha renda para se manter sozinha) e vocês dois quiserem comprar algum imóvel, compra, cada um paga a metade e coloca no nome dos dois, obviamente casando em separação de bens, se você comprar sozinho e no seu nome, no dia que ela quiser separar (e hoje em dia elas querem muito) você será chutado pra fora e um juiz ou uma juíza esquerdista vão transferir o seu imóvel para a sua ex-mulher, isso é um fato."

    Sr. IF365

    Blog do Sr.IF365 | Acompanhe meus últimos 365 dias antes da IF e Aposentadoria Antecipada
    www.srif365.com

    ResponderExcluir
    Respostas
    1. Nada a ver isto que o frugal escreveu. Sendo o bem no nome do homem, mesmo casando sem separação de bens o bem continua sendo do homem (antes do casamento). Frugal é inteligente demais, mas discordo 100% desta idéia de viver aluguel.

      Abraço sr If

      Excluir
  10. Esses caras vivem nu mundo da lua, onde todo mundo recebe acima de dez mil temers.

    ResponderExcluir
    Respostas
    1. Comprei meu primeiro imóvel quando ganhava 2.000. Juntei férias, hora extra, premios, e comprei. Se esperasse ate ganhar 10K nao teria comprado nada

      Excluir
  11. Fala VdC! Um bom post, apesar da realidade nossa que é muito difícil, para não dizer impossível, ter nosso cafofo. Eu passei dos 30 e a gente começa a ter menos energia para as coisas, e ainda eu fico imaginando se eu tivesse um apê pra alugar, os chimpas não respeitam e destroem sua casa, mesmo você fechando com imobiliária. O futuro aqui é muito nebuloso. Desculpe-me pelo desabafo, um abraço.

    ResponderExcluir
  12. VdC

    Mal posso esperar para o dia que eu tenha minha própria casa.

    abs

    ResponderExcluir
  13. Eu acho incrível nessas discussões de imóvel próprio VS. alugado ninguém nunca PENSA sobre O FATOR FGTS !!!!
    Pra quem trabalha CLT ter um imóvel é a única maneira de desengessar essa grana do trabalhador que fica parada perdendo não só pra poupança, mas até mesmo perdendo valor, perdendo pra inflação. Se tira o capital de uma aplicação que perde para inflação para outra que se valoriza no longo prazo.

    Quanto se compra imóvel pode-se usar o FGTS pra dar entrada

    Quanto se tem um imóvel pode-se usar o saldo do FGTS a cada 2 anos pra abater no valor

    Quanto se é contribuinte do FGTS por mais de 3 anos se tem direito a financiar pelo plano FGTS no BB e CEF com taxas de juros de 7,5% ao ano.

    Eu então pensei o seguinte; tenho 60 mil reais no FGTS, vou comprar um apto na planta aqui no ABC paulista por uns 200 mil (em São Paulo se compra apto na planta em bairros tradicionais e bem servidos por esse valor) dando FGTS de entrada, só o FGTS, financiei o resto, parcela ficou 1200 reais, meti uma mobilia das Casas Bahia e aluguei por 1.000 liquido pra mim na época… a cada 2 anos resgatava lá uns 15 mil do meu FGTS pra abater no financiamento… Nesse tempo morava com meu pais de boa e guardava grana e investia. Sabendo que não tinha meu FGTS preso tinha mais liberdade pra ir pedindo as contas e trocando de emprego pra outro melhor.

    Depois de uns 6 anos passei dos 30 fiquei sem saco pra morar na casa dos meus pais… Chega uma hora que não da!! Por mais que nos damos muito bem, minha mãe chorou quando comecei levar minhas coisas embora... mas eu queria meu espaço minha casa, minha privacidade total…
    Então pedi pro inquilino sair e fui pro meu apto, só precisei pintar e colocar uns moveis planejados, apto de 6 anos é novinho ainda, a parcela como é decrecente e com os abatimentos já esta em 800 reais e de 30 anos de financiamento em 6 anos caiu pra um saldo de ‘’18 anos a pagar’’ apto que paguei 200 mil vale 280 mil e se vende facil por 260 mil, aluguel dele bruto pra imobiliaria se eu fosse pagar ou alugar ele hoje, 1.500 reais

    Então basicamente é isso pro investidor de alta renda e alto padrão de vida que mora em imóvel de meio milhão pra cima não vale a pena comprar mesmo, agora pro investidor pequeno que vive de salário ou do pequeno negocio e vive em imóvel que se compra por até uns 200 e poucos mil vale muita a pena comprar sim, mesmo financiado porque se consegue juros muito mais baixos pelo MCMV, pro cotista, FGTS entre 5% e 8%, que é praticamente só a inflação média do país!!

    Outra coisa é que se trava o custo de moradia, ao longo dos anos com a inflação geral tudo sobe inclusive os salarios e aluguel!! Mas a parcela vai representar cada vez um percentual menor de despesa na renda SR. FODA LOW COST

    ResponderExcluir
  14. VdC, eu acho que a compra de um imóvel para morar é importante, mas não concordo que ele deva vir antes dos investimentos. Eu sou solteiro e moro com meus pais, tenho pouco dinheiro investido, mas quando começar a trabalhar vou começar a fazer aportes mensais. No futuro, quando tiver uma boa quantia penso em comprar um imóvel. O negócio é que como eu compraria um imóvel quando começasse a trabalhar antes de fazer investimentos, se eu não teria dinheiro nenhum? Financiar não é uma boa opção por causa dos juros. No caso, na minha visão, o melhor é investir o dinheiro, até ter uma quantia suficiente para comprar um imóvel e ainda sobrar dinheiro nos investimentos, para não zerar e a pessoa ter que começar a investir do zero.

    Por favor, me adicione no seu blogroll. Já coloquei o sue blog no meu.

    Abraço!

    ResponderExcluir

Olá caro leitor! Responderei brevemente! Algumas vezes não recebo a notificação de novos comentários em postagens anteriores a 5 dias, caso não veja seu comentário, me avise pela postagem mais recente, tá bom? Um abraço e obrigado! Viver de Construção

Anúncio Google:

Pesquisar no Blog ...

Postagens Populares ...