Total de visualizações de página

quarta-feira, 29 de novembro de 2017

Situação Financeira - Reorganização

.
.

Olá meus amigos e amigas do Blog! Tudo bem?

Vida Financeira ...

Estou resolvendo a minha vida e tirando todos os estresses e preocupações atuais.

Dei uma belíssima guinada no meu Patrimônio, com as medidas que tomei para me proteger de crises, riscos, preocupações, estresses, medos.

Acredito que Dezembro será um mês de muita paz e tranquilidade, com todos os meus investimentos e maiores preocupações da vida resolvidos.

A nossa alegria de viver e paz são muito mais importantes do que qualquer investimento, retornos, renda passiva, luta pela Independência Financeira.

Estou finalizando as partes burocráticas de meu novo Imóvel de Leilão e do outro Imóvel adquirido para fins de venda.

Ainda estou resolvendo o grande problema da compra e venda do Lote, mas estou optando por fazer o bem e confiar nas pessoas, e receberei um grande valor parcelado em alguns meses, com uma boa bonificação pelo atraso e pelos problemas que tive.

Eu prefiro assim do que ir para a justiça e prejudicar ainda mais quem está tendo um grave problema, mesmo me prejudicando enormemente por quebra de contrato.

Caso dê algum problema neste acordo, para evitar maiores transtornos e para manter a minha paz, já tenho contratado um escritório de advocacia, que resolverá este problema para mim, o que me deixa bem mais tranquilo.

De qualquer forma, eu ainda prefiro confiar num mundo melhor, num mundo onde nem sempre os espertos vencem, mas sim aqueles que tentam fazer o bem e respeitam o próximo.

A cada dia eu pretendo viver melhor, esta corrida maluca para a Independência Financeira percebi que não faz sentido algum!

O que vale mesmo a pena é se sentir bem e viver!

Aproveitar bem o agora, mas também pensar no futuro, vivendo simples, poupando.

Tenho como próximos passos manter aquilo que já venho fazendo: Comprando Ações que me deixem confortáveis e Fundos Imobiliários que me deixem tranquilos e esperançosos de um futuro melhor.

Pensar mais na família.

Você sabia que seres humanos não são imortais? Sabia que é legal visitar aquele parente distante, perguntar como ele está, buscar aproximação.

A vida é muito curta meus amigos, para perdermos numa busca desenfreada pela Independência Financeira.

Perdendo finais de semana trancafiados dentro de um quarto para economizar.

Ou buscando de forma alucinada aumentar o Patrimônio.

Estou retomando a minha tranquilidade.

Consigo dormir bem a noite.

Gostei muito dos investimentos que fiz, tenho total tranquilidade (exceto o caso do Lote que ainda está sob maior tensão), e pretendo fazer isto.

Não preciso fazer nada diferente do que já fiz.

Continuarei trabalhando, agora sem preocupações com promoção, sem me matar de trabalhar em horas extras, sem tentar entrar no jogo sujo da autopromoção.

Um dia a minha hora chega.

Interessante que meu tino de investimentos já começa a melhorar, no que tange a Leilões de Imóveis.

Já vejo uma nova boa oportunidade, mas agora não movimentarei até que venda a próxima casa que adquiri, com uma boa margem!

Acabei descobrindo que existe uma outra Matrix que são os Escravos da Independência Financeira.

Aqui já não se trata tanto do valor do Patrimônio, mas de metas inatingíveis, mesmo para aqueles que já contam com valores extraordinários em conta.

O número da liberdade é sempre alterado para cima.

Quando se aproxima, é comum pensar: “Eu preciso de mais, preciso de ter margem, a minha TSR – Taxa Segura de Retirada – precisa ser aumentada”.

Eu não quero me tornar um Escravo da Independência Financeira.


Até por isto eu mudei, nos últimos dias, completamente a minha visão pelo dinheiro.

O dinheiro deve ser um meio, não um fim.

O dinheiro não deve ser a maior preocupação das nossas vidas!

O dinheiro não deve ser o nosso objetivo máximo!

É exatamente o oposto do que, em teoria, eu digo neste blog ...

Buscamos a Tranquilidade Financeira justamente para não ter que pensar tanto em dinheiro.

Para realizar sonhos, como fazer uma viagem internacional, comprar um carro melhor caso seja o seu sonho, presentear a família.

Qual o problema em gastar de vez em quando? Atrapalhar o Aporte?

Não! Está tudo errado se você pensa nisto!

.
.

Economizamos, aportamos, justamente para ter momentos assim: Poder gastar, quando você quiser, e se necessário for, claro.

Não queremos mergulhar na Matrix Consumista, comprando coisas por status, dividindo muitas vezes no Cartão de Crédito.

Mas também não podemos mergulhar na Escravidão da Independência Financeira, como se isto fosse a única coisa que fizesse sentido em nossa vida.

Isto está errado pessoal!

Temos que buscar a Tranquilidade Financeira.

A Independência Financeira é uma consequência da Tranquilidade Financeira!

Neste momento, eu teoricamente me encontro na fase de Tranquilidade Financeira, porém, pensando bem, eu não vi Tranquilidade Financeira nenhuma!

Quem acompanha meus posts viu minha situação desesperadora:

Passando um final de semana com R$ 7,00 na conta bancária ...

Tendo que usar Cartão de Crédito ...

Esperando entradas de dinheiro para poder colocar gasolina no veículo ...

Aportando muito mais do que o que deveria ...

Basta!

Tudo isto mudou com as últimas coisas que vivi e estresses que tive.

Não vale a pena.

Se for para antecipar 2, 3 anos, mesmo assim, não vale a pena.

Neste momento, pra ser sincero, não tenho nenhuma meta financeira.

Isto mesmo, não tenho metas.

O que eu farei?

Vou viver!

O que vier é lucro.

Não vou deixar de viajar, de comprar algo que preciso, para Aportar mais.

Para manter a Renda Passiva absurda que tive nos últimos meses, pois, o ganho é proporcional ao risco e principalmente aos estresses que tive.

Tudo isto pra que?

Não é melhor viver mais tranquilo e aportar aquilo que posso, reduzindo riscos?

Na minha metodologia de vida e financeira, não perder dinheiro é um dos mandamentos que devo seguir.

E com as movimentações que fiz, parceiros, eu estou muito mais sossegado e tranquilo.

Imóveis!

Tenho Imóveis.


Sinto alegria de entrar naquele amontado de tijolos e saber que aquilo é meu.

Que está registrado no Cartório de Registro de Imóveis em meu nome.

De saber que eu conquistei aquilo ali, com meu suor, com meu trabalho, honesto, fruto de muita luta, estudo.

Eu ganho pouco, eu sei, poderia ganhar mais, mas me recuso a fazer parte do jogo sujo da autopromoção, como disse acima, então vou priorizar ser tranquilo e ter paz.

Ganho menos que colegas marqueteiros, faço o necessário para me manter. Não penso mais em promoção.

Utilizo meu tempo livre priorizando a minha Saúde, treinando forte na academia, jogando futebol e praticando natação.

.
.

Faço aquilo que gosto, quando tenho tempo: Mantenho meu blog, estou reestruturando o novo blog do Wordpress (manterei isto intocado), leio sobre coisas que gosto.

E faço investimentos mensalmente, quando o dinheiro sobrar.

Se eu atingir a Independência Financeira, ótimo!

Se eu não conseguir, eu fiz o meu melhor e lutarei com unhas e dentes para manter a etapa da Tranquilidade Financeira.

E priorizarei a minha vida.

Meu bem estar.

Minha família.

Eu não quero ser um Escravo da Independência Financeira ...

Você está vivendo ou se tornou um Escravo?

Um abraço e até a próxima postagem.

VDC –VIVER DE CONSTRUÇÃO

.
.

36 comentários:

  1. Fala VdC,
    Meu amigo é realmente inacreditável o que está acontecendo com o BITCOIN.
    Dei compra de 50k em 23/02/2017 e não sei o que fazer agora, pela força da inércia estou mantendo.

    Veja bem: um dinheiro que mal comprava um carro popular, agora me permiti comprar a vista um apartamento de alto padrão em uma cidade litorânea(meu sonho). Isso em 9 meses.

    Noites de sono perdidas pensando nisso. Que coisa cara, nunca vivi nada igual, é um momento único na história da humanidade, sem exagero.

    Medo de vender e o bitcoin subir muito mais VS medo de manter e o bitcoin virar pó. E a decisão da minha vida.

    ResponderExcluir
    Respostas
    1. Se é seu sonho, compre o ap.
      Tenho bticoins tb, e invisto btc na quantum. Eu guardo pois nao tenho nenhum sonho d consumo. Mas se tivesse, eu realizaria sem mimimi q o btc vai aumentar (pq vai aumentar, pois é tecnologia fantástica desestatizadas)
      Depois vc compra mais, a valorização é relativa.
      Deus te ilumine
      Abcs

      Excluir
    2. Ola Anon, Ok,

      Que sortudo voce cara, inveja branca, serio.

      Eu no seu lugar faria assim:

      Definiria % do valor aplicado a ir vendendo.

      Atingiu 30 mil, vendo 2 bitcoins.

      Atingiu 40 mil, vendo mais 3.

      Assim voce vao reduzindo seu risco e explorando ao maximo esta alta, e garantindo o futuro.

      Eu perdi o bonde e nao entrarei em bitcoin, ta ai uma das tristezas da minha vida, eu vi bitcoin valendo 2 mil e NUNCA acreditei, agora vejo que vai subir muito ainda.

      Abraçao

      Excluir
    3. Exatamente meu caro VVC, eu também choro só de saber que eu vi BTC abaixo de 1k e nem pensei em entrar. Começo do ano também vi valendo 2-3k, mas nem pensei em entrar também.

      Infelizmente no meu momento atual não posso entrar em BTC.

      Excluir
  2. Show d bola!!!! 👏👏👏👏👏👏👏👏👏👏
    Senti maturidade.
    Deus te proteja.
    Abcs

    ResponderExcluir
    Respostas
    1. Amem, a nos todos Ok!

      Obrigado.

      Sem Deus nao adianta.

      Com os problemas que tive por investimentos notei que o melhor mesmo é ser uma boa pessoa acima de tudo, e ajudar as pessoas.

      Eu poderia ate ganhar mais grana processando a pessoa do lote, afinal ela quebrou contrato, mas, vale a pena?

      É isto que estou pensando ultimamente.

      Valeria a pena ser rico fazendo coisa errada?

      Pra mim nao vale.

      Entao tenho estruturado meus negocios e vida para ter esta paz, evitar este tipo de situaçao, onde comprei um lote pra repassar a pessoa e ganhar 10% por comprar a vista pra esta pessoa, e agora a pessoa pagou 10% do lote e nao consegue pagar o restante conforme havia combinado e assinado comigo.

      Estou optando por entender o lado da pessoa, a famosa empatia, e mesmo tendo sido prejudicado ajudar a pessoa a se reerguer, me pagar em prestaçoes e assim poder usufruir do lote, comprado pra construir a casa e sair do aluguel ...

      Vou ser bom neste caso, se eu quebrar a cara repenso de novo, mas prefiro ir pelo lado do bem, tentar ajudar, do que prejudicar ainda mais quem ja esta com problemas financeiros.

      Abraçao

      Excluir
    2. que nem o Madruga que processou a louca la... kkkk

      Excluir
  3. Essa ideia da nova matriz é uma boa sacada.
    Nos últimos meses também estava gastando boa parte do meu tempo pensando em economizar, baixar o padrão de vida para aportar.
    Entretanto, com o tempo, todos evoluímos.
    No momento, acredito que, como tudo na vida, o meio termo é o ideal.
    É importante fazer uma reserva e ter uma renda além da proveniente de uma relação de emprego. Mas também é importante aproveitar a vida. Se der mole, ela termina num piscar de olhos.

    ResponderExcluir
    Respostas
    1. Ola Apocrifo,

      Sim, equilibrio é a palavra.

      Escrevo sempre isto, mas é dificil achar este meio termo, principalmente vivendo o agora, nao digo gastando tudo, mas nao deixando de viver pensando sempre no futuro.

      Abraçao

      Excluir
  4. Bom dia VdC!
    Quando vivemos em um extremo, facilmente somos repelidos depois de um tempo a viver no extremo oposto. O mais difícil na vida é manter o equilíbrio. Se é isso o que está buscando, parabéns. Só não concordo muito com a parte que diz que deve-se aportar quando sobrar. Creio que é possível se planejar para aportar um valor constante e não exagerado. É necessário formar um colchão de segurança para suportar as flutuações que existem nas despesas mês a mês. Pelo menos eu acho melhor pagar a mim mesmo primeiro, pois tenho uma forte tendência a me descontrolar se deixar para aportar a sobra. Se não é o seu caso, mais uma vez parabéns por conseguir isso.

    ResponderExcluir
    Respostas
    1. Ola Bufunfa,

      Meu caso é o contrario, eu aporto ate a reserva de emergencia.

      Nao da pra ser assim.

      O ideal é aportar aquilo que sobra, no meu caso atual seria reduzir um pouco o aporte pra ter reserva de emergencia.

      Abraço

      Excluir
    2. Justamente meu amigo. Por ter essa prática extrema, pode acabar sendo tentado agora a viver na outra extremidade que é ignorar tudo q é planejamento e aportes. Siga firme mas com equilíbrio. Abraços

      Excluir
    3. Estou corrigindo os erros. Dezembro será bem mais tranquilo, se Deus quiser.

      Abraçaõ

      Excluir
  5. Bipolar! Amanha muda tudo e comeca o mimimi kkkk

    ResponderExcluir
    Respostas
    1. Nao é errado mudar a opiniao e habitos.

      Voce tambem pode, acredite!

      Excluir
  6. Saudações VC! Realmente é preciso muito cuidado para não sair de uma matrix e entrar em outra por excesso de vontandade de chegar à IF. Tem um post gringo interessante tratando do assunto: https://www.theholisticwallet.com/addicted-to-personal-finance/ . E claro, não se esquecer de Deus e do próximo pois, como dizem as escrituras " onde estiver seu tesouro, aí estará seu coração" . Abraço!

    ResponderExcluir
    Respostas
    1. Ola FP,

      Seguindo seu nick, estou em uma fase de mais pensamentos mesmo.

      Vejo cada um fazendo cada coisa pelo dinheiro, e vi que muitos acabam perdendo o principal, que é o amor ao proximo e o respeito.

      Estressei tanto mas tanto que tive varios pensamentos ruins, e nao quero isto pra minha vida.

      Se eu perder isto e me tornar uma pessoa ruim, ai sim a minha IF estara fadada ao fracasso, nao so ela como a minha vida.

      Vou dar uma lida no texto, muito grato pelo envio.

      Abraçao

      Excluir
  7. É isso aí VdC, Vai de boa! Como escrevi na página "Sobre" no meu blog, o conceito de liberdade pressupõe a ausência de dependência. Inclusive da própria liberdade.

    Sobre desacelerar, veja o poema que inspirou a criação do blog. Acho que tem tudo a ver>

    http://www.viagemlenta.com/p/danca-lenta.html

    Abraço!

    ResponderExcluir
    Respostas
    1. Realmente André, um poema bonito, e que ilustra bem o que tentei passar.

      Focamos tanto em dinheiro, aporte, renda passiva, e nos esquecemos daquilo que é o principal: Nossa vida.

      Um abraço

      Excluir
  8. Olá Viver de Construção,

    como disse o Finanças e Pensamentos, "onde estiver seu tesouro ali estará seu coração".
    Não há nada melhor do que saber que está buscando tranquilidade, de maneira limpa, sem passar por cima de ninguém. Estou na mesma vibe que você, quero viver sem dívidas, se puder sempre guardando alguma coisa, mas sem abrir mão do que acho essencial hoje, cuidar da minha família, da saúde, da alimentação, e da mente.
    Segue outro versículo para meditação: Em paz me deito e logo adormeço, pois só tu, Senhor, me fazes viver em segurança.Salmos 4:8

    ResponderExcluir
    Respostas
    1. Olá Nazinha,

      É bem o momento que estou vivendo.

      É muito melhor tentar enriquecer fazendo o bem.

      Por mais que fazer o mal às vezes pareça o caminho mais rápido, eu prefiro fazer o certo e ir crescendo aos poucos, sem perder a essência principal da vida, que é viver bem, cuidar da família, viver o presente.

      Repensei muitos investimentos que fiz e a forma com que eu estava lidando com dinheiro nos últimos meses.

      Isto acabou.

      Agora continuo normal, mas sem focar e nesta correria pra ser financeiramente livre.

      Se for da vontade de Deus, eu serei.

      Se não for, só agradeço a ele pelo montante que adquiri.

      Minha vida se tornará mais tranquila assim, eu me cobro demais.

      Abração

      Excluir
  9. É importante o equilibrio.

    É preciso ter uma vida financeira boa e não perder o prazer de viver, consegue-se fazer os dois.

    Abraço e bons investimentos

    ResponderExcluir
    Respostas
    1. DIL e suas platitudes

      Excluir
    2. Com certeza DIL,

      Anon, parece trivial o comentário, mas é a pura realidade. O Dil falou pouco, mas falou bonito e correto!

      Abração

      Excluir
  10. Nao pensa mais em promoçao mas nao para de falar em promoçao...

    ResponderExcluir
    Respostas
    1. É bem desanimador você buscar tanto uma coisa, se esforçar tanto, para ver outros colegas que não trabalham sendo promovidos.

      O ato de repetir a mesma coisa várias vezes ajuda muito a incorporar / internalizar a ideia e realmente parar de pensar nisto.

      Utilize esta tática, funciona.

      Abração

      Excluir
  11. Também estou buscando um meio termo entre aportar e viver. Sou um economizador voraz, mas é preciso viver. Temos que encontrar o meio termo. O meio termo é sempre o melhor caminho.
    Percebo também que conforme as pessoas atingem suas metas de independência financeira, aumentam estas metas para ter mais tranquilidade. São poucas as pessoas que tem coragem de largar tudo tendo 40 anos de idade,por exemplo. São muitas incertezas pelo caminho.

    ResponderExcluir
    Respostas
    1. Olá $$$,

      É muito difícil encontrar este equilíbrio, e é isto que busco.

      Se eu tenho que comprar algo, necessário, viajar, me sinto extremamente mal, por não aportar este valor.

      Este conceito esta errado! Devemos viver, aportando sim, mas vivendo.

      Não quero me tornar mais um escravo da IF ...

      Abração

      Excluir
  12. Penso da mesma forma. O importante é a tranquilidade e a paz!

    ResponderExcluir
    Respostas
    1. Olá LJ,

      Veja o caso de um político: Ganham bem, mas mesmo assim preferem estes esquemas corruptos.

      Sempre dormem preocupados, pensando se os esquemas serão descobertos.

      Vale a pena?

      Pra mim, não.

      O ideal mesmo é ganhar seu dinheiro de forma honesta, e conseguir dormir bem a noite.

      E sempre fazendo o bem!

      Abração

      Excluir
  13. Eu acho bem dificil saber o que é esse equilibrio. Quando você está aportando pouco, fica triste porque está "curtindo demais a vida", quando está aportando muito, fica triste porque está "deixando de curtir a vida". Eu acho MUITO difícil arranjar esse equilíbrio.
    O que eu penso é conseguir um bom colchão de segurança (eu entendo que você já o tem, afinal, mais de 1M...). Com esse colchão, eu relaxo de fato e perco medo de desemprego, de não ter mais aportes e tudo mais.

    Mas é aquilo que você falou, não podemos ficar sempre aumentando o valor. Assim que atingi-lo, é preciso relaxar e curtir. É difícil eu mudar meu pensamento com relação a isso...

    Abs!

    ResponderExcluir
    Respostas
    1. Olá IFM,

      Mais ou menos: Grande parte do meu patrimônio agora esta imobilizado, então a minha renda passiva cai muito, mas fugi de maiores riscos.

      Eu estava aportando muito, mas muito mesmo, ficando com pouquíssimo dinheiro em conta.

      Isto ajudou muito a aumentar meu patrimônio, mas em contrapartida tirou meu sono, fiz investimentos arriscados, tive muito lucro, prejuízo algumas vezes, e agora quero tranquilidade! Aportar um pouco menos e viver mais.

      Não seja uma escrava do aporte! Aporte é muito importante, mas não faça como eu estava fazendo, aportando acima dos limites, usando cheque especial, etc.

      Abração

      Excluir
  14. Olá VDC,

    A tranquilidade e paz de espírito não tem preço. No meu caso eu faço um planejamento anual de aportes factível e sem me privar da liberdade. Quando eu percebo que esta meta anual será cumprida eu me presenteia com experiências boas que o dinheiro pode comprar. E se a IF não chegar? Eu vivi boas experiências durante o caminho

    Grande Abraço

    ResponderExcluir
    Respostas
    1. Ola Aportador,

      É uma excelente ideia.

      Nao tenho meta de aportes, pode ser uma boa ideia pra mim.

      Abraçao e obrigado

      Excluir

Obrigado pela presença! Aprovarei rapidamente seu comentário e responderei brevemente! Grande abraço, VDC - Viver de Construção

Pesquisar no Blog ...

Postagens Populares